Elon Musk exige linguagem clara

O magnata Elon Musk, criador da Tesla Motors e da SpaceX, é um sujeito determinado a fazer seus negócios prosperarem.

Tem uma visão de futuro aguçada, uma força de trabalho notável e um gênio do cão (mas isso não vem ao caso).

Musk precisa de comunicação ágil e eficiente dentro de suas empresas.

Em um email a funcionários da SpaceX em 2010, ele repreendeu a equipe por inventar acrônimos que poucos conhecem e usá-los o tempo todo.

Este é um dos principais preceitos da linguagem clara: evitar termos técnicos e jargão.

“Ninguém consegue se lembrar desses acrônimos” e “Seu uso excessivo é um impedimento à comunicação” são frases que poderiam estar em um manual de linguagem clara.

O email foi publicado no livro “Elon Musk: Como o CEO bilionário da SpaceX e da Tesla está moldando nosso futuro”, de Ashlee Vance. Confira abaixo o texto completo.

_____________

“De vez em quando, Musk envia um e-mail a toda a empresa para impor uma nova política ou informar sobre algo que o está incomodando.

Um dos mais famosos data de maio de 2010 e tem como assunto “Acrônimos São um Saco”: 

Há uma tendência assustadora de usar acrônimos inventados na SpaceX. 

O uso excessivo de acrônimos inventados é um impedimento significativo à comunicação, e manter uma boa comunicação à medida que crescemos é muito importante. 

Individualmente, alguns acrônimos aqui e ali podem não parecer algo tão ruim, mas se mil pessoas não param de inventá-lo, com o tempo o resultado será um enorme glossário que teremos de entregar aos novos funcionários.

Ninguém consegue se lembrar de todos esses acrônimos; as pessoas não querem parecer estúpidas numa reunião, então elas ficam lá sentadas, na ignorância — o que é particularmente difícil para novos funcionários. Isso precisa parar imediatamente ou tomarei uma atitude drástica — tenho dado avisos suficientes ao longo dos anos. 

A não ser que seja aprovado por mim, um acrônimo não deve entrar no glossário da SpaceX. Se um acrônimo existente não pode ser justificado de maneira razoável, deve ser eliminado, conforme requisitei no passado. 

Por exemplo, não deve haver nenhuma designação “HTS” [estande de testes horizontal] ou “VTS” [estande de testes vertical] para estandes de teste. Esses são particularmente estúpidos, porque contêm palavras desnecessárias. 

Um “estande” em nosso local de testes é obviamente um estande de *teste*. VTS-3 tem quatro sílabas, comparado a “Tripé”, que tem duas, portanto é mais demorado dizer a maldita versão em acrônimo do que o nome em si! 

O teste-chave para um acrônimo é questionar se ele ajuda ou prejudica a comunicação. Tudo bem usar um acrônimo que a maioria dos engenheiros fora da SpaceX já conhece, como GUI, assim como inventar acrônimos/abreviações de vez em quando, supondo que eu os tenha aprovado, como MVac e M9, em vez de Merlin 1C-Vacuum ou Merlin 1C-Sea Level. Mas isso precisa ser mantido a um mínimo.”


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s