PLAIN ganha página em português

Apesar de ainda estar dando os primeiros passos em países como o Brasil, a linguagem clara já é um conceito conhecido há muitos anos nas nações falantes do inglês. Uma das instituições responsáveis por isso é a PLAIN (Plain Language Association International) – ou Associação Internacional de Linguagem Clara, em tradução livre.

Há pelo menos 20 anos, ela reúne pessoas e organizações que se dedicam ao tema em diversos países. Mas só agora o site da PLAIN passa a contar com uma página em português.

Quando leu tuítes da PLAIN divulgando as páginas nesses diferentes idiomas, a criadora deste blog Heloisa Fischer, uma das associadas no Brasil, entrou em contato e se propôs a traduzir para o português as principais informações sobre o assunto.

Foi assim que o site ganhou a página “O que é linguagem clara?”.

Detalhe da página em português

“Estamos fazendo um esforço específico para promover a linguagem clara em países não anglofalantes. Nosso objetivo é expandir globalmente a conscientização sobre a linguagem clara”, afirma ao COMCLAREZA a codiretora de comunicação da PLAIN, Joanna Richardson.

Segundo a britânica, a incorporação de novos idiomas se deve a uma decisão tomada pela diretoria da PLAIN em sua reunião geral de 2013 em Vancouver, no Canadá. Foi lá que os principais membros da entidade estabeleceram o compromisso de tornar a associação “verdadeiramente internacional”.

“Todos nós na PLAIN estamos 100% comprometidos com a ideia de que o acesso à informação e a linguagem clara são direitos básicos dos cidadãos”, continua Joanna.

Não por acaso, a conferência da PLAIN deste ano terá o tema “Melhorando o relacionamento com clientes”. O encontro ocorrerá entre 21 e 23 de setembro na cidade de Graz, na Áustria.

Perguntada sobre o poder da linguagem clara para lidar com barreiras burocráticas como as que encontramos no Brasil, Joanna cita o programa lenguage ciudadano (do espanhol “linguagem cidadã”), iniciado no México em meados dos anos 2000. “Foi um grande exemplo de simplificação da burocracia, apesar de ter tido curta duração”, elogia a britânica.

Joanna conclui a entrevista com uma mensagem positiva: “O acesso à informação por meio da linguagem clara é um incentivo para cidadãos demandarem transparência e maior prestação de contas de governos. Obviamente, a linguagem clara é apenas um aspecto disso, mas é uma área que acreditamos ser essencial e, mais importante que isso, alcançável.”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s